E-goi Lança Calendário Pra Marketing E Mídias sociais

Potência E Resistência Para você Viver Seus Sonhos

Rio - ‘Black is beautiful”, decretava Marcos Valle na canção imortalizada por Elis Regina nos anos 1970, auge do movimento Black Power. Hoje, depois de uma longa era de alisamentos e formol, os cachos e cabelos crespos voltam à cena com ainda mais força. A estudante Tainá Cristina Quitério, vinte e um anos, alisava o cabelo desde os cinco anos e parou há 8 meses.

“Nunca tinha visto o meu cabelo natural. Minha mãe sempre alisou. ] Pra Cada Capítulo De Scandal eu parei, ela parou assim como. Estou amando do repercussão. Antigamente era muito dificultoso descobrir produtos para o cabelo, contudo atualmente é bem mais fácil, em cada farmácia encontro”, comemora. Pra assistente social Bianca Lessa, 37, que deixou de alisar os cabelos há dois anos, houve uma mudança cultural. “A gente era muito cobrada. A nação queria um cabelo comportado.

Advertisement
  • O que sua persona mais valoriza? Como Ganhar Sorteios No Instagram! são as metas dela
  • Rihanna passa Lady Gaga e é nova rainha do Facebook
  • Gestão de produtos
  • três Acesso remoto

Fui estimulada a alterar por um movimento de inúmeras mulheres, que têm inclusive grupos nas redes sociais, e incentivam os cachos. É mais do que moda, é um ponto político, é um movimento de empoderamento da mulher, de se permitir ser do jeito que a gente é”, reitera. Como As Redes sociais Renderam R$ 100 Milhões à Netshoes a essa mudança de padrões, a TRESemmé lançou na semana passada tua primeira linha para fios crespos, em campanha estrelada pelas artistas Negra Li, Paula Lima e Pathy Dejesus, além de blogueiras como Rayza Nicácio.

“Existia no mercado uma carência de produtos específicos para estes cabelos. Não havia uma discussão direta com a consumidora, que não se enxergava nas comunicações direcionadas a quem tem cabelos cacheados, por exemplo”, explica Marília Zanoli, gerente de marketing da marca. Pioneira em tratamento de cabelos cacheados no Rio, a rede Formosura Natural manteve o avanço, mesmo com acrescento pela concorrência.

Segundo Leila Velez, sócia-fundadora da marca, em 2 anos houve acrescentamento de 16 pra trinta e um unidades dos salões. “O mercado está ainda mais competitivo, deste jeito quem apresenta um diferencial ganha o seu devido destaque. Além do tratamento Super Relaxante, que é o nosso veículo-chefe, lançamos há pouco tempo uma inovação, o bn.Cor. Trata-se de uma coloração específica para o fio cacheado e crespo, que é um tipo mais fino, simples de quebrar”, conta a empresária. Sócia-diretora da rede de salões Lunablu, Soraia Ferretti afirma que atende a dois públicos muito distintos: “Têm aquelas que mantêm o volume mais controlado e exercem relaxamento, e outras que querem o black total.

Advertisement

Temos muitas compradores Cinco Informações Pra Sua Corporação Resolver Com Crises Nas Mídias sociais aderiram ao black e conseguem abusar da cor, realizam luzes. Como o cabelo não tem mais química, são capazes de pintar e manter hidratado”. Ela pondera, entretanto, que o mercado ainda é tímido no momento em que se trata de cabelos crespos e cacheados. “Trabalhei durante dezessete anos pela indústria cosmética e ficava indignada em observar como eles não enxergavam esse mercado. Os poucos produtos que eu encontrava continham muito óleo, glicerina, que deixavam o cabelo pesado, contudo ressecado.

Share This Story